quinta-feira, 18 de junho de 2015

Batman Begins: 10 anos


      Explorar a ideia realista de porque Bruce Wayne se veste de morcego. Essa era o mote de Batman Begins (2005) que este mês celebra uma década. Este filme não é apenas importante para o Batman ou para o universo DC, mas ajudou a redefinir o modo de se fazer filmes de heróis. O fato é que quando ele chegou às telas ninguém levava muita fé, devido as decepções com os anteriores Batman Eternamente (1995) e Batman & Robin (1997). O filme chegou sem estardalhaços e aos poucos foi conquistando a todos e se tornou um grande sucesso de público e crítica e chegou ao final daquele ano coomo um dos melhores filmes de 2005. O Diretor Christopher Nolan usou a memória até então recente do 11 de Setembro para desenvolver um filme sobre medos e traumas. Para isos foram escolhidos os vilões Ha's al Ghul (Lian Neeson) E o Espantalho (Cillian Murphy) - o terrorista e aquele que manipula o medo. 

A publicidade internacional mostrava morcegos invadindo os principais pontos turísticos do mundo

Nolan quis dar credibilidade ao personagem e para isso focou a primeira hora do filme apenas na figura de Bruce Wayne e suas motivações. Cada parte do uniforme do Batman tem uns justificativa; nada é gratuito assim como seus veículos.


   

Da mesma forma que a série animada do Batman dos anos 90 definiu os rumos da DC Comics na TV, Batman Begins também deu um novo rumo à DC nos cinemas - vide o filme do Superman de 2013.

O clássico final onde o Comissário Gordon mostra a carta do Coringa

O filme ainda teve duas sequências: O Cavaleiro das Trevas (2008) e O Cavaleiro das Trevas Ressurge (2012), ambas também conquistando público e crítica. Pra fechar aqui vai um trecho da crítica de Rodrigo Fonseca do jornal O Globo quando o filme estreou:

"O melhor filme do Batman e o único realmente comprometido com a essência do personagem."



Vida longa ao Homem - Morcego nas telas! 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mundo Maia no facebook